8 hábitos para aumentar a sua performance

A liderança é manifestada através de comportamentos. Vai concordar comigo quando afirmo que os seus estados emocional, físico e mental têm um enorme impacto no que faz, como faz e quanto faz. Por essa razão é tão importante focar-se nos 8 hábitos para aumentar a sua performance.

Provavelmente conhece pessoas que não têm doenças formalmente diagnosticadas mas que têm pouca energia, vontade e motivação, que se sentem permanentemente sobrecarregadas com o passado, que vivem ansiosas com o futuro e que encaram o presente com desconfiança e pessimismo.

Por muito conhecimento que possa ter sobre os comportamentos adequados a cada situação, se não estiver no estado certo, dificilmente os conseguirá colocar em prática. Este facto condiciona a forma como comunicamos e nos relacionamos e a intensidade que colocamos na perseguição dos nossos objetivos.

Se estiver sem energia, não lhe vai adiantar de muito gerir bem o tempo, pois a base da produtividade é a energia.

A boa notícia é que são apenas alguns hábitos que definem os nossos níveis de energia. Com bons hábitos, vai sentir-se com mais energia e garantirá maior resistência ao esgotamento físico, mental e emocional. Maus hábitos são meio caminho andado para se arrastar pelos dias.

Invista nos 8 hábitos para aumentar a sua performance e dispare a energia com que persegue os seus objetivos.

#1 Deite-se cedo

O sono é a base da energia. Se não dormir o suficiente, o seu desempenho, para além de ficar aquém do seu potencial, vai deteriorar-se continuamente.

Embora algumas pessoas garantam que trabalham ao seu melhor nível com seis ou menos horas de sono, pesquisas recentes indicam que essas pessoas se estão a enganar a elas próprias. Sete a oito horas são praticamente obrigatórias para quem pretende manter-se cognitivamente alerta no médio e longo prazo.

Para algumas pessoas, a privação de sono pode parecer estabilizada, o que significa que elas se sentem um pouco cansadas o dia todo, mas têm a ideia de que não estão a piorar. Uma experiência muito interessante demonstrou que apesar da privação de sono, inequivocamente, causar declínios contínuos no desempenho mental, as pessoas acabam por não ter consciência disso.

Protocolo: deite-se às 22h00 todas as noites nos próximos trinta dias.

#2. Faça exercício diariamente

O exercício é um excelente investimento nos seus níveis de energia a longo prazo. É fácil eliminar o exercício físico no curto prazo, no entanto, em poucas semanas vai começar a perder o seu condicionamento geral, e, vai ser cada vez mais difícil pensar com clareza e ficar alerta durante largos períodos de tempo.

Se luta para encontrar tempo para fazer exercício, não faça do ginásio a sua prioridade. Crie o hábito de fazer flexões ou burpees todos os dias em casa. Estes exercícios vão acelerar o seu coração e não exigem que reserve muito tempo da sua agenda super ocupada.

Pode acrescentar idas ao ginásio ou outro tipo de treino mais intenso, no entanto, este pequeno investimento, vai mantê-lo energizado enquanto não puder treinar de outra forma.

Protocolo: faça pelo menos 10 burpees ou flexões diariamente em casa.

#3. Defina a sua intenção no dia anterior

A energia está muito dependente experiência de fluir. Se começar a trabalhar no duro, vai superar a procrastinação e continuar produtivo ao longo do dia. Se começar devagar ou a procrastinar, vai acabar a lutar contra os seus próprios impulsos, desperdiçando energia em tarefas improdutivas.

Uma boa forma de evitar isso é definir, na noite anterior, uma intenção muito clara sobre como será o seu dia seguinte. Visualizar essa intenção e, a partir dela, elaborar a sua agenda e uma pequena to do list, vai garantir que não terá hesitações e que as suas tarefas se vão encadear de forma automática quando acordar.

Protocolo: antes de ir para a cama, defina o que pretende concretizar no dia seguinte, conceba um plano e visualize-o.

#4. Realize o trabalho duro logo pela manhã

Procure realizar o trabalho mais relevante nas primeiras quatro horas do seu dia de trabalho, começando ASAP.

Como acontece com a maioria das pessoas, os meus níveis de energia dependem muito do meu estado emocional. Quando termino tarefas ou projetos importantes, sinto-me mais confiante, produtivo e bem-humorado. Se perdi tempo com e-mails, reuniões desgastantes, conversas de corredor, telefonemas longos ou se não consegui produzir algo valioso, fico frustrado e entro na segunda metade do dia já exausto e a lutar contra o tempo.

Por outro lado, o trabalho profundo nem sempre é sustentável durante um dia completo. É muito melhor concentrá-lo num período específico em vez de o inserir aleatoriamente ao longo do dia. Se for no período da manhã, melhor, porque estamos cognitivamente mais frescos e no geral menos desgastados.

Protocolo: Transforme as quatro horas da manhã num período de trabalho tranquilo, profundo e profícuo.

#5. Leia bons livros

Os grandes benefícios de ler não estão apenas relacionados com as ideias e informações que obtemos a partir deles. Na realidade, os melhores livros são aqueles que alteram subtilmente os nossos padrões de pensamento.

Audiobooks podem ser muito úteis para o efeito, já que podemos ouvi-los vezes sem conta onde, quando e quantas vezes quisermos. Um bom audiobook direciona-nos automaticamente para o que temos que focar e trabalhar.

Protocolo: Tenha sempre disponível um audiobook que o motive a trabalhar nos seus objetivos.

#6. Venda bem os seus objetivos

Tem que se tornar num grande vendedor de objetivos. Não para os vender a outras pessoas, mas a si próprio.

Parte deste processo começa com o embrulho. A forma como enquadra os seus objetivos e projetos tem um grande impacto na sua motivação: é algo que tem mesmo que fazer? Ou é um desafio apetecível?

Depois tem que se inspirar e relembrar-se das razões que o levaram a trilhar esse caminho. O que esperava alcançar? Bons profissionais de marketing sabem como focar os clientes na visualização do que desejam para impulsionarem as vendas. Você deve concentrar-se no que deseja para garantir energia que o permita concretizar.

Protocolo: reserve diariamente dez minutos para analisar de que forma as suas ações de hoje o estão a ajudar a construir, a concretizar ou a atingir o que deseja.

#7. Encontre os amigos certos

Pode não conseguir escolher os seus pais, os seus colegas ou seu chefe, mas tem algum controlo sobre as restantes pessoas que fazem parte da sua vida.

Alguns amigos deixam-nos animados e energizados enquanto que outros nos deixam ansiosos e em baixo.

Não precisa excluir amigos que estão a passar por momentos temporariamente difíceis, mas deve evitar pessoas que insistem em trocas emocionais unilaterais como base para seus relacionamentos. Por outras palavras, pessoas que só se preocupam com elas próprias. Todas as pessoas, ocasionalmente, necessitam de um ombro para chorar, mas algumas pessoas esperam que sejamos sempre o seu ombro. Não é caminho.

Protocolo: estabeleça um limite de tempo para amigos que o deixam em baixo.

 #8. Alinhe as diferentes áreas da sua vida

Este não é bem um hábito. É um processo, um esforço contínuo para eliminar o conflito entre as diversas áreas da sua vida.

Desperdiçamos muita energia quando as diferentes áreas das nossas vidas estão em conflito. Pode ser um colega de trabalho que está a minar o terreno para você não ser promovido, um chefe que lhe está a fazer a folha, amigos que não levam a sério os seus objetivos ou mesmo medos internos e crenças que o fazem hesitar.

Em vez de tentar não pensar no assunto, invista algum tempo a analisar os diferentes conflitos na sua vida e tente encontrar algumas soluções. Às vezes, isto acontece no curto prazo, com uma mudança imediata ou uma decisão. Outras vezes, pode necessitar de um plano com um prazo mais dilatado para resolver conflitos gerados por  ambientes ou círculos sociais tóxicos ou por sistemas de crenças que o retraiam.

Protocolo: reflita hoje, durante uma hora, sobre o que o ajuda e o que o atrasa na perseguição dos seus objetivos, expetativas e ambições. Como pode resolver essas tensões? Que decisões tem que tomar?

Se assim entender, partilhe comigo o que vai fazer para conseguir trabalhar arduamente no que é importante para si. Vamos lá!

Subscrever a Newsletter