Como os grandes líderes garantem o engagement das equipas

O reconhecimento é uma das práticas de liderança que mais e melhores resultados oferece. Para enriquecer o seu toolkit de comportamentos de liderança, apresento-lhe um guia simples para criar uma cultura de reconhecimento que tornará a sua equipa mais feliz e mais produtiva.

Reconhecer um colaborador é demonstrar apreciação por um trabalho bem feito

Muitos gestores, infelizmente, ainda não compreenderam que reconhecer é na essência demonstrar às pessoas que são importantes e que o seu trabalho é apreciado.

Reconhecimento não tem relação com dinheiro. Na verdade, não é necessário gastar um cêntimo para reconhecer alguém. Se cair no erro de confundir reconhecimento com recompensa vai desperdiçar dinheiro e arruinar a motivação das pessoas. As pessoas não querem que gaste dinheiro com elas. Querem ter a certeza que repara nelas e no seu trabalho.

Vários artigos científicos – a que já me referi em outros artigos e nos meus dois livros – concluem que quando adicionamos dinheiro a uma tarefa, impactamos negativamente a motivação de quem a executa. Em psicologia este fenómeno chama-se sobrejustificação. Uma tarefa que já era motivadora intrinsecamente (por exemplo, realizar um bom trabalho) torna-se também motivadora extrinsecamente. Obviamente, quando remover ou reduzir a recompensa, o interesse de quem a executa também vai diminuir. Ou seja, a motivação intrínseca passa a ser ignorada, tornando-se necessário continuar a oferecer recompensas extrínsecas para que a atividade seja realizada.

A importância do reconhecimento

A rotação de recursos humanos  é muito dispendiosa. A esmagadora maioria das estatísticas atesta que essa rotação custa cerca de 30% do salário anual do colaborador em questão. No entanto, há outras que defendem que pode custar dobro do salário anual do colaborador, no caso de se tratar de um executivo ou de um profissional altamente qualificado. Se pensarmos no tempo, na energia e no dinheiro necessários para o recrutamento e formação de profissionais deste calibre, as estimativas mais elevadas acabam até por ser bastante aceitáveis.

Custos que deve ter em conta quando substitui um colaborador:

  • Custos de recrutamento (entrevistas, filtragens e publicidade);
  • Custos de integração;
  • Custos de baixa performance. São necessários no mínimo três meses para um colaborador começar a acrescentar valor;
  • Custos de formação.

O reconhecimento regular vai garantir que os colaboradores se comprometem e querem ficar consigo. Uma investigação levada a cabo pelo Dr. Donald Clifton’s demonstrou que as pessoas que recebem reconhecimento regular:

  • Aumentam a produtividade individual;
  • Aumentam o compromisso emocional (engagement);
  • Têm tendência a permanecer mais tempo na organização;
  • Têm mais clientes leais e melhores avaliações.

Estatísticas sobre o reconhecimento

  • As pessoas abandonam os seus empregos por não se sentirem apreciadas (razão numero um para o turnover voluntário);
  • Organizações com filosofias de reconhecimento têm um turnover voluntário 31% mais baixo do que que as restantes.
  • 90% dos colaboradores afirma que o reconhecimento impacta o seu compromisso;
  • 68% das pessoas afirma que o reconhecimento impacta a retenção;
  • Empresas com sistemas de reconhecimento estratégicos exibem níveis de frustração 26.6% mais baixos do que as restantes;
  • 66% dos HR Managers afirma que o reconhecimento é fundamental para as  empresas se tornarem mais atrativas para os colaboradores;
  • 86% dos gestores afirma que o reconhecimento aumenta a felicidade dos colaboradores;
  • 58% das pessoas deseja mais reconhecimento para aumentar o seu compromisso;
  • 85% dos colaboradores afirma que o reconhecimento adiciona humanidade ao local de trabalho.

Com que frequência deve reconhecer os colaboradores?

De acordo com a Gallup, todos o líderes deveriam elogiar pelo menos uma vez por semana cada pessoa. Essa pesquisa demonstra que a variação de resposta à pergunta ‘nos últimos sete dias fui reconhecido ou elogiado pelo meu trabalho?’ é responsável por uma diferença de 10% a 20% nos resultados e produtividade individuais. Colaboradores que reportam não serem adequadamente reconhecidos no trabalho têm três vezes mais possibilidade de afirmar que querem sair da empresa no ano seguinte.

Esta frequência até pode parecer muito elevada, no entanto é fundamental termos em conta que, como efeito da dopamina desaparece rapidamente estamos continuamente a ansiar por ela. É humano e incontrolável. Queremos dopamina e se não a conseguirmos através dos nossos chefes, vamos tentar de outra forma, nem que seja através de uma garrafa de vodka. Esta é uma grande notícia para todos os Managers. Sempre que os colaboradores são reconhecidos por um trabalho bem feito têm uma descarga de dopamina que lhes dá uma sensação incrível de bem-estar. Como essa sensação dura pouco tempo, vão continuar a esmerar-se nos seus trabalho para poderem ser reconhecidos novamente e, assim, obterem um novo rush de dopamina. É o ciclo virtuoso da superação.

Aspetos a ter em conta no reconhecimento dos colaboradores

Implementar uma filosofia de reconhecimento pode ser desafiante. Por essa razão, apresento-lhe uma lista a ter em conta quando decidir avançar.

  • As pessoas necessitam de aprovação

Tenha em sempre em mente que as suas pessoas estão contínua e desesperadamente em busca de aprovação. Para os manter felizes deve demonstrar-lhe que percebe que eles estão a trabalhar no duro.

  • Reconheça frequentemente

Ter um reconhecimento tipo ‘o empregado do mês’ ou elogiar alguém na reunião trimestral da empresa não é suficiente. É fundamental que o reconhecimento aconteça em tempo real. Assim que vir alguém fazer um pouco mais ou melhor do que costuma fazer, demonstre que percebeu isso.

  • Seja especifico

Não basta dizer simplesmente ‘obrigado’. Tem que ser absolutamente específico no reconhecimento. Os colaboradores não estão interessados em agradecimentos, mas sim em saber que você reparou que fizeram algo bom. É importante ser específico e dizer algo como ‘obrigado por ajudar o Manuel no projeto, eu sei que foi importante para ele. Apreciei muito o seu gesto.’

  • Alinhe o reconhecimento com os valores da organização

Viver os valores fundamentais é extremamente importante para o sucesso da empresa, pois é a forma de se assegurar que todos estão alinhados e caminham na mesma direção. Quanto mais ligar o reconhecimento aos valores da sua empresa, melhor. Estará a matar dois coelhos com uma só cajadada, pois sempre que reconhecer os colaboradores estará a reforçar os valores organizacionais.

  • Encoraje a participação

Incentive todas as pessoas a estarem atentas e a reconhecerem-se mutuamente, no entanto, não comunique esta filosofia como se fosse uma obrigatoriedade, pois poderá facilmente virar-se contra si. Você deverá ser o primeiro a fazê-lo e para agradecer quem o segue, reconheça todos aqueles que estão reconhecer os colegas.

  • Recolha feedback dos colaboradores.

Distribua inquéritos de satisfação e de clima organizacional regularmente para perceber até que ponto o incentivo ao reconhecimento está a surtir o efeito desejado.

  • Comunique muito

Muitos projetos e intenções são mal-sucedidos por falta de comunicação. Toda a comunicação da sua organização deve refletir a filosofia do reconhecimento. Portanto todas as peças de comunicação devem reconhecer o que de melhor acontece na sua organização.

Marco Meireles
2018.09.18

Subscrever a Newsletter